Conjunto Habitacional Macapaba

Divulgada a lista de candidatos às vagas na área comercial do Macapaba

O foragido de justiça Ednelson Pinheiro de Oliveira, que é apontado como principal suspeito do assassinato do caseiro Roberto Carlos Tavares do Rosário, de 50 anos, cujo corpo foi encontrado na manhã da última sexta-A Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete) divulgou nesta  sexta-feira, 9, a lista com os nomes dos moradores que realizaram o  cadastro e recadastro paraconcorrer às vagas disponibilizadas para atuar na  área comercial do Conjunto Habitacional Macapaba. A relação contém 401  pessoas e o processo ocorreu de 29 de maio a 2 de junho.

O processo faz parte do Programa Amapá Empreendedor, gerenciado pela Sete,  e a intenção é destinar uma área específica dentro do Conjunto Macapaba  para abrigar microempreendedores individuais, micro e pequenos  empreendedores, artesãos, grupos econômicos solidários e pessoas com  interesse em abrir o próprio negócio.

Os moradores demonstraram interesse em trabalhar no local com a venda de  lanches, comidas típicas, confecções, artesanato, açaí, frutas e verduras,  salão de beleza, loja de conveniência, cosméticos, mini box, barbearia,  oficina mecânica, restaurante, comércio de bebidas, panificação, acessórios  para celular, papelaria, açougue, entre outros empreendimentos.

“Só vai concorrer a uma vaga na área comercial do conjunto quem realmente  mora lá. Um dos critérios foi apresentar o contrato de financiamento do  imóvel assinado pela Caixa Econômica Federal”, explicou Luciana Araújo,  secretária de Estado de Trabalho e Empreendedorismo.

Só vão participar da seleção para o projeto das áreas comerciais quem  efetivou o cadastro e recadastro. Um novo edital será lançado para atender  os moradores do Macapaba II.

O governo do Estado instituiu um Grupo de Trabalho (GT) para tratar do  ordenamento dos empreendedores na área comercial do Macapaba. Integram o  GT, além da Sete, as Secretarias de Estado de Infraestrutura; de  Desenvolvimento Rural; de Inclusão e Mobilização Social; a Coordenadoria de  Vigilância em Saúde. Integram também o grupo o Sebrae, Senac, Fecomércio e  Prefeitura de Macapá por meio da Vigilância Municipal, e as Secretarias de  Desenvolvimento Urbano e Habitacional; Desenvolvimento Econômico; e de  Manutenção Urbanística.

A partir da entrega da segunda etapa do Conjunto Habitacional Macapaba, a  ideia é lançar um novo edital para atender os beneficiários interessados em  comercializar seus produtos.

Fonte: Diário do Amapá

Publicações Recentes